Publicidade
Publicidade
Publicidade

Diretor: Paulo Melo Quarta-feira
18 de Outubro de 2017
Publicidade mercado das ervas

Trump diz que política de apaziguamento não funciona com a Coreia do Norte

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje que uma política de apaziguamento “não funciona” com a Coreia do Norte, após o anúncio de um novo ensaio nuclear pelo regime de Pyongyang.

Texto: Lusa / Açores 9 | Foto: Direitos Reservados
Visualizações 85305

Trump publicou hoje três declarações na rede social Twitter a propósito do teste nuclear da Coreia do Norte.

"A Coreia do Sul está a compreender, como eu lhes disse, que a sua conversa de apaziguamento com a Coreia do Norte não funciona, eles só entendem uma coisa!", afirmou o governante no terceiro 'tweet' hoje publicado.

UE considera "grande provocação" novo teste nuclear da Coreia do Norte

A União Europeia considerou hoje uma "grande provocação" e uma "grave ameaça à segurança regional e internacional" o novo teste nuclear feito pela Coreia do Norte.

Em comunicado, a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, disse que o ensaio nuclear é uma violação "direta e inaceitável" das obrigações internacionais de Pyongyang, que não pode produzir nem testar armas nucleares, segundo as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A chefe da diplomacia da União Europeia reiterou que a Coreia do Norte deve pôr fim a todas as atividades relacionadas com armas de destruição maciça e adiantou que, esta segunda-feira, se reúne com Yukiya Amano, o líder da Agência Internacional de Energia Atómica, para debater o tema.

EUA ponderam avançar com novas sanções contra Pyongyang após teste nuclear

O Governo dos Estados Unidos está a avaliar a criação de novas sanções contra a Coreia do Norte, na sequência do último teste nuclear realizado pelo regime norte-coreano, afirmou hoje o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

"Podemos fazer muito para isolá-los [à Coreia do Norte] economicamente, muito mais do que já fizemos", frisou Steven Mnuchin, numa entrevista à cadeia televisiva americana Fox.

O secretário do Tesouro adiantou que planeia criar um esboço com novas sanções para a Coreia do Norte e pô-lo à disposição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para que o analise.

EUA ponderam suspender comércio com países que façam negócios com a Coreia do Norte

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje que o seu país está a ponderar suspender "todo o comércio" com qualquer nação que faça trocas comerciais com a Coreia do Norte.

"Os Estados Unidos estão a considerar, para além de outras opções, suspender todo o comércio com qualquer país que faça negócios com a Coreia do Norte", escreveu Donald Trump no Twitter.

A mensagem surge horas depois de o chefe de Estado norte-americano ter respondido "vamos ver" à pergunta sobre se estaria disposto a atacar o país que esta madrugada anunciou ter testado, com sucesso, uma bomba de hidrogénio desenvolvida para ser instalada num míssil balístico intercontinental.

ONU condena teste nuclear de Pyongyang e insta a fim do seu programa militar

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou hoje o novo teste nuclear da Coreia do Norte e reiterou o seu apelo para que o regime ponha fim à sua atividade armamentista.

"Este ato é mais uma violação das obrigações internacionais da DPRK (sigla em inglês da República Democrática Popular da Coreia) e prejudica os esforços de não proliferação e desarmamento", disse Guterres num comunicado transmitido pelo seu porta-voz.

"Este ato é também profundamente desestabilizador para a segurança regional", lamentou o ex-governante português, acusando a Coreia do Norte de ser o "único país que continua a violar a norma contra os testes de explosões nucleares".

Coreia do Sul iniciou manobras militares que envolvem mísseis balísticos

A Coreia do Sul iniciou hoje manobras militares que envolvem mísseis balísticos, em resposta ao ensaio nuclear perpetrado pela Coreia do Norte, anunciou a agência oficial sul-coreana Yonhap.

Estas manobras surgem na sequência de Pyongyang ter anunciado que realizou um teste de uma bomba de hidrogénio de uma potência sem precedentes, "com total sucesso", segundo a televisão pública norte-coreana.

Este exercício militar está a ser realizado "em resposta" ao anúncio do teste nuclear da Coreia do Norte, e "implicou o míssil balístico sul-coreano Hyunmoo e caças F-15K", segundo a agência.


Publicidade Escritório Digital – interior noticia

Opinião


Meteorologia

Tempo Ponta Delgada