Publicidade Semanão diesel viveiros
Publicidade Semanão diesel viveiros
Publicidade Elefante Azul Web

Diretor: Paulo Melo Domingo
26 de Outubro de 2014
Publicidade Inicial – Mercado das Ervas – header 2

Série Açores de Futsal com os dias contados

A série Açores da III divisão de futsal tem vida curta. Na época de 2014/15 já não haverá o último escalão nacional, tal como irá acontecer com o futebol.

Equipa de Futsal do Operário Texto: PR - Desporto Mariense | Foto: Direitos Reservados
Equipa de Futsal do Operário
Visualizações 619

A nível nacional, haverá apenas as I e II divisões nacionais. As equipas que não lograrem atingir aqueles escalões serão relegadas para os campeonatos distritais/regionais. Iniciada na última temporada, a partir de Janeiro cumpre-se a segunda edição, acabando em 2013/14. Ao fim de três anos, termina uma série que revelou vantagens para o futsal açoriano. Resta às associações açorianas, a exemplo do que irá suceder com o futebol, propor à Direcção Regional do Desporto um modelo de abrangência regional, proporcionando ao vencedor ascender à II divisão. Na fase de transição (2013/14), está previsto, no modelo apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol, a subida dos dois primeiros classificados da série Açores à II divisão, baixando as restantes 8 equipas às provas de cada uma das suas Associações.

Ao nível da I divisão, onde está actualmente inserido o Operário, a forma de disputa sofre uma alteração na época de 2013/14. Os dois últimos classificados na 1.ª fase, quando jogam os 14 intervenientes entre si a duas voltas, baixam directamente à II divisão. Deixa de haver o mini campeonato entre as 6 equipas (classificadas entre os 9.º e 14.º lugares), que apura os 4 clubes que descem. Este processo continuará nas épocas seguintes.

Quanto à II divisão, com os Matraquilhos de Angra a representarem os Açores nesta época, a prova também sofre profundas mudanças. Deixam de subir os dois primeiros de cada série a partir de 2013/14, num total de 4, ascendendo apenas os vencedores de cada uma das duas séries. Naquela época, apenas descem duas equipas (uma por cada série), que serão encaminhadas para as competições regionais. A II divisão passa a ter 60 equipas na época de 2014/15, divididas geograficamente por seis séries de 10 clubes. Apuram-se para a 2.ª fase os dois primeiros de cada grupo, num total de 12 equipas.

O vencedor de cada uma das duas séries sobe à I divisão. As restantes 8 equipas de cada série, realizam uma 2.ª fase de todos contra todos, mas apenas numa volta, passando com 50% dos pontos conquistados. Baixam aos regionais.


Publicidade Inicial – net açores 9 – fundo 1

Opinião


Meteorologia

Tempo Ponta Delgada